” Delirios de uma adolescente”

Aqui inicia caro leitor, o romance juvenil que compus, espero que gostem…

Primeiro fragmento…

Em um lurejo simples, no litoral do Brasil, conheci uma jovem que me relatou sua historia de amor, achei tão bonita que resolvi escreve-lá.
A brisa toca seu rosto, ela anda perdida em seus pensamentos,  melhor voava como os passaros que ela observava da sua varanda, sua casa permitia um vista maravilhosa do mar.Trazia no peito um cruxifiço de prata, era unico sinal de adereço.
O Cara.
Tinha lá seus 27 anos adorava malhar, acabara de chegar dos Estados Unidos, era lindo mas o que tinha de mais imprescionante é o olhar. Assim que chegou a pequena cidade já causou uma grande movimentação da parte das mulheradas, todos que se aproximavam dele pareciam ser manipulados pelo seu olhar corrossivo e misterioso.
A primeira vez que se viram…
Estava ele conversando com  Kia (a mulher que aluga imoveis), Mirella passava e cumprimentou-os,  kia a restribui com um sorriso, já ele apenas a olhou, por um breve instante seus olhares se encontraram, mas isso nada foi para os dois.
– quando poderei mudar pra casa?
– Logo, é necessário apenas alguns reparos, mas por que tanta pressa?
– Bem, eu gosto de privacidade…
– Entendo – rindo, maliciosamente.Amanhã já pode mudar para casa…
– Obrigado.
Ao sair dali no seu luxuoso carro foi para academia.
– Então conseguiu a casa ?
– sim, apenas tive que pressiona-lá um pouco.
– Cara, voce tem que me ensinar como faz isso.
– Isso, o que ?
– Conseguir que as pessoas façam o que você quer.
– Deixa de besteira, eu quero saber o que você vai fazer pra convencer sua mulher que não estava beijando aquela loira no motel.
– Fala baixo meu, quer que a situação vire mais escândolo, como ela pode contratar um detetive particular, você tem certeza que aquele cara que agente viu é mesmo um detetive.
– Sim, eu sei quando estou sendo seguido e você vacilou hoje na hora do almoço.
– E agora cara, o que eu faço?
– Porque você faz isso?
– Olha, eu amo minha mulher, mas já to cansado de brigas e aquela loira não é mole, ela facilitou as coisas.
O celular toca, ele precisa sair.
II
Mirella  tem apenas 17 tocava violão, estudante, de familia simples mas complicada , tinha um olhar profundo e ora melacólico ora radiante, trabalha numa butique e esconde um grande segredo.
…..
Continua
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: