Início > dica de leitura, estilo, Literatura > Analise sobre a liberdade da Escrita-I

Analise sobre a liberdade da Escrita-I

Um pouco de analise critica, sobre a liberdade da literatura.
Na visão de Derrida (1992), ao mesmo tempo que a literatura é
vista como uma instituição histórica que cria suas próprias convenções e regras e que,
portanto, exerce seu poder, é uma instituição ambígua por quebrar suas próprias regras,rompê-las e desestabilizá-las, devido à função crítica que desempenha. A literatura,segundo Derrida, é um paradoxo em si, pois a mesma liberdade de dizer tudo constitui uma arma política poderosa que pode se deixar neutralizar pela ficção. “Dizer tudo” na perspectiva de Derrida significa poder dizer “qualquer coisa”, “de todas as maneiras”, e
que o espaço da literatura não é somente aquele da ficção instituída, como afirmaEagleton (2001), mas o de uma instituição fictícia que em princípio nos permite dizer tudo. Sendo assim, a chamada literatura de massa trata-se da face mais livre da literatura se assim posso dizer.
Indico para um bom trabalho o filme
Os Escritores da liberdades.
  1. LUH
    06/03/2010 às 4:38

    olha quem tá de blog…
    kelzynha, seu tema é sobre os marginalizados na literatura??
    muito bom!!
    mas este tema vai dar trabalho, realmente a literatura chamada de massa tem mais liberdade, porém o que move ela é o interesse pela venda na minha opinião.
    Não são livros escritos com liberdade, acho que são livros presos a um ideal a venda.

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: