Metaplasmos –transformações fonéticas da Língua Portuguesa

1. Metaplasmos por aumento: Epêntese; Anaptixe ou suarabácti; Paragoge ou epítese; Prótese
a) Epêntese: é a inserção de um fonema no meio da palavra. Dos casos em que ocorre epêntese, observadas em nossa língua oral.
Ex: arroz > arro(i)z; asterisco > asterís(ti)co.
b) Anaptixe: é o nome dado ao fenômeno de acrescentar uma vogal para desfazer um grupo consonantal.
Ex: março > marc(i)o; absoluto > ab(i)ssoluto.
c) Paragoge ou epítese: é o nome dado ao metaplasmo que acrescenta um fonema no final da palavra.
Ex: variz > variz(e);  amor > amor(e).
d) Prótese: é o nome que caracteriza o fenômeno de inserção de um fonema no início da palavra.
Ex: Lembrar > (a)lembrar; mostrar > (a)mostrar; levantar > (a)levantar.
2. Metaplasmos por supressão: Aférese; Apócope; Síncope; Haplologia
a) Aférese: é o nome que caracteriza o fenômeno de supressão de um fonema (ou uma sílaba) do início de um vocábulo.
Ex: abodega > (-)bodega; você > (-)ce; espera > (-) pêra.
b) Apócope: é o nome dado ao fenômeno que suprime um fonema no final do vocábulo.
Ex: male > mal(-); homem > home(-).
c) Síncope: é o nome dado à supressão de fonemas no meio do vocábulo.
Ex: mesmo > me(-)mo; murcho > mu(-)cho.
d) Haplologia: é o nome dado ao fenômeno que suprime a primeira de duas sílabas sucessivas, no meio da palavra, por ter semelhança sonora com a seguinte.
Ex: entretenimento > entret(i – )mento; paralelepípedo > parale(-)pípedo;
3. Metaplasmos por transposição: Metátese; Hipértese; Sístole; Diástole
a) Metátese: é o nome dado à transposição de um fonem em uma mesma sílaba de um vocábulo.
Ex: inter > ent(re).
b) Hipértese: é o nome dado à transposição de um fonema de uma sílaba para outra em um vocábulo.
Ex: iogurte > io(r)gute; lagarto > la(r)gato; fresta > fest(r)a
c) Sístole: é o nome dado ao deslocamento, por recuo, do acento tônico de um vocábulo.
Ex: rubrica > r(ú)brica;
d) Diástole: é o nome dado ao deslocamento, por avanço, do acento tônico de um vocábulo.
Ex: gratuito > gratu(í)to; designo > desig(uí)no.
4. Metaplasmos por transformação: Degeneração; Desnasalação; Dissimilação; Rotacismo; Lambdacismo; Ditongação; Monotongação; Metafonia; Nasalação; Palatização; Sonorização; Despalatização
a) Degeneração: é o nome dado ao processo de transformação do fonema /b/ em fonema /v/.
Ex: vassoura > (b)assoura; bravo; bra(b)o.
b) Desnasalação: é o nome dado ao processo de transformação de um fonema nasal a um fonema oral.
Ex: falando > falan(-)o; pôr > p(õe)r.
c) Dissimilação: é a transformação de um fonema para diferenciação de um outro semelhante existente no mesmo vocábulo.
Ex: celulite > ce(r)ulite ; sobrancelha > so(m)bracelha.
d) Rotacismo: é a transformação do fonema /l/ em /r/
Ex: placa > p(r)aça; flauta > f(r)auta.
e) Lambdacismo: é a transformação do fonema /r/ em /l/
Ex: cabeleireiro > cabele(-le)ro
f) Ditongação: é o nome dado à transformação de uma vogal ou um hiato em ditongo.
Ex: mau > ma(o); bandeja > bande(i)ja.
g) Monotongação: é o nome dado à transformação ou redução de um ditongo em uma vogal.
Ex: Açougue > aço(-)gue; caixa; ca(-)xá.
h) Metafoni: é o nome dado à alteração do timbre ou altura de uma vogal.
Ex: umbigo > (i)mbigo; diferente > d(e)ferente; tosso (de tossir) > t(u)sso.
i) Nasalação: é o nome dado à transformação de um fonema oral a um fonema nasal.
Ex: ilegal > i(n)legal; idiota > i(n)diota
j) Palatização: é o nome dado à transformação de um ou mias fonemas em uma palatal.
Ex: salsicha > sal(ch)ica;
k) Sonorização: é o nome dado à transformação de um fonema surdo, em posição intervocálica.
Ex: cuspir > (g)uspir.
l) Despalatização: é o nome dado a transformação de fonemas palatais em um nasal ou oral.
Ex: cabeçalho > cabeç(ali)o > cabeç(ari)o; docinho > doc(im)

1. Metaplasmos por aumento: Epêntese; Anaptixe ou suarabácti; Paragoge ou epítese; Prótese
a) Epêntese: é a inserção de um fonema no meio da palavra. Dos casos em que ocorre epêntese, observadas em nossa língua oral.  Ex: arroz > arro(i)z; asterisco > asterís(ti)co.
b) Anaptixe: é o nome dado ao fenômeno de acrescentar uma vogal para desfazer um grupo consonantal.Ex: março > marc(i)o; absoluto > ab(i)ssoluto.
c) Paragoge ou epítese: é o nome dado ao metaplasmo que acrescenta um fonema no final da palavra.Ex: variz > variz(e);  amor > amor(e).
d) Prótese: é o nome que caracteriza o fenômeno de inserção de um fonema no início da palavra.Ex: Lembrar > (a)lembrar; mostrar > (a)mostrar; levantar > (a)levantar.
2. Metaplasmos por supressão: Aférese; Apócope; Síncope; Haplologia
a) Aférese: é o nome que caracteriza o fenômeno de supressão de um fonema (ou uma sílaba) do início de um vocábulo.Ex: abodega > (-)bodega; você > (-)ce; espera > (-) pêra.
b) Apócope: é o nome dado ao fenômeno que suprime um fonema no final do vocábulo.Ex: male > mal(-); homem > home(-).
c) Síncope: é o nome dado à supressão de fonemas no meio do vocábulo.Ex: mesmo > me(-)mo; murcho > mu(-)cho.
d) Haplologia: é o nome dado ao fenômeno que suprime a primeira de duas sílabas sucessivas, no meio da palavra, por ter semelhança sonora com a seguinte.Ex: entretenimento > entret(i – )mento; paralelepípedo > parale(-)pípedo;
3. Metaplasmos por transposição: Metátese; Hipértese; Sístole; Diástole
a) Metátese: é o nome dado à transposição de um fonem em uma mesma sílaba de um vocábulo.Ex: inter > ent(re).
b) Hipértese: é o nome dado à transposição de um fonema de uma sílaba para outra em um vocábulo.Ex: iogurte > io(r)gute; lagarto > la(r)gato; fresta > fest(r)a
c) Sístole: é o nome dado ao deslocamento, por recuo, do acento tônico de um vocábulo. Ex: rubrica > r(ú)brica;
d) Diástole: é o nome dado ao deslocamento, por avanço, do acento tônico de um vocábulo.Ex: gratuito > gratu(í)to; designo > desig(uí)no.
4. Metaplasmos por transformação: Degeneração; Desnasalação; Dissimilação; Rotacismo; Lambdacismo; Ditongação; Monotongação; Metafonia; Nasalação; Palatização; Sonorização; Despalatização
a) Degeneração: é o nome dado ao processo de transformação do fonema /b/ em fonema /v/.Ex: vassoura > (b)assoura; bravo; bra(b)o.
b) Desnasalação: é o nome dado ao processo de transformação de um fonema nasal a um fonema oral.Ex: falando > falan(-)o; pôr > p(õe)r.
c) Dissimilação: é a transformação de um fonema para diferenciação de um outro semelhante existente no mesmo vocábulo.Ex: celulite > ce(r)ulite ; sobrancelha > so(m)bracelha.
d) Rotacismo: é a transformação do fonema /l/ em /r/Ex: placa > p(r)aça; flauta > f(r)auta.
e) Lambdacismo: é a transformação do fonema /r/ em /l/ Ex: cabeleireiro > cabele(-le)ro
f) Ditongação: é o nome dado à transformação de uma vogal ou um hiato em ditongo.Ex: mau > ma(o); bandeja > bande(i)ja.
g) Monotongação: é o nome dado à transformação ou redução de um ditongo em uma vogal.Ex: Açougue > aço(-)gue; caixa; ca(-)xá.
h) Metafoni: é o nome dado à alteração do timbre ou altura de uma vogal.Ex: umbigo > (i)mbigo; diferente > d(e)ferente; tosso (de tossir) > t(u)sso.
i) Nasalação: é o nome dado à transformação de um fonema oral a um fonema nasal. Ex: ilegal > i(n)legal; idiota > i(n)diota
j) Palatização: é o nome dado à transformação de um ou mias fonemas em uma palatal. Ex: salsicha > sal(ch)ica;
k) Sonorização: é o nome dado à transformação de um fonema surdo, em posição intervocálica.Ex: cuspir > (g)uspir.
l) Despalatização: é o nome dado a transformação de fonemas palatais em um nasal ou oral.Ex: cabeçalho > cabeç(ali)o > cabeç(ari)o; docinho > doc(im)

Compreender o outro, esta é a base do sucesso

Todo ser humano para ser bem sucedido e feliz precisa saber relaciona-se com as pessoas. É claro que existem profissões que exigem mais capacidade de interação , porque tem um contato maior com o publico.

Primeiramente para compreender o outro, eu preciso me conhecer para isso vamos alguns questionamentos de auto-avaliação:

1° sou uma pessoa que estou aberta a mudança de comportamento, ou seja, sou flexivel?

2° Quando julgo uma pessoa, vou pelo que ela é ou por meus pré-conceitos?

3° Sei ouvir as pessoas, e compreende-lá?

4° Como sou participativo e sensivel as necessidades do meu grupo?

5°Como reajo quando minha opinião não é aceita?

Auto-avaliação

Esta perguntas são ferramentas para nossa propria avaliação, assim podemos descobrir algumas falhas e acertos nos nossos relacionamentos .

Quando temos dificuldade de compreendermos nossos sentimentos, é impossível estabelecermos uma relação saudavel com os outros.

Primeiro devo me amar e respeitar, porque assim tem capacidade de desenvolver esta habilidade de empatia e flexibilidade com o proximo.

O Grande Mestre Jesus já sabia disso: Ame teu próximo, como a ti mesmo.

Para se ter uma boa noite de sono…E ser feliz….

É  preciso ter esperança no amanhã.
Saber que após a noite vem o dia.
Viver intensamente as emoções!
Pular de alegria.
Não invadir o espaço alheio.
Ser espontâneo.
Apreciar o nascer e o pôr-do-sol.
Amar as pessoas incondicionalmente.
Aproveitar todos os momentos…
Fazer trabalho voluntário.
Em Jesus vencer a depressão!
Perdoar as pessoas.
Estimular a criatividade.
Não se prender a detalhes.
Brincar como uma criança.
Chorar de felicidade… Deixar para lá.
Ter pensamento positivo. Respeitar os sentimentos dos outros.
Rir sozinho.
Saber trabalhar em equipe.
Ser sincero.
Esquecer o que já passou.
A cada dia buscar, melhorar, melhorar… Porque se sou fiel no pouco Deus vai me confiar muito mais.

Como perder uns quilinhos…mas continuar com saúde

Aqui encontram-se algumas dicas pra quem deseja ter um corpo saudavel e quer perder um quilinhos…
1- Preste mais atenção ao ato de comer. Demore pelo menos e no mínimo 15 minutos para fazer as grandes refeições, como o pequeno-almoço, o almoço e o jantar, mastigando e saboreando calmamente os alimentos.
2- Coma sempre à mesa e não na frente do pc ou tv, mesmo  que seja um simples lanche. Evite estar a petiscar enquanto prepara as refeições ou os lanches.
3- De acordo com a sua disponibilidade, estabeleça horários para fazer as refeições, não salte nenhuma delas e muito menos coma nos intervalos das mesmas.
4- Faça no mínimo 6 refeições por dia (pequeno-almoço, meio da manhã, almoço, lanche, jantar e ceia), mas sem exagerar nas quantidades a consumir. Os meios da manhã e os lanches da tarde devem ser pequenas refeições, por isso, podem ser constituídos por um copo de leite ou um iogurte desnatado ou uma fruta fresca acompanhados por uma fatia de pão com pouca manteiga, ou algumas tostas, ou bolachas de água e sal, integrais ou Maria.
5- Não saia de casa sem tomar um bom pequeno-almoço.
6- Não fique mais que 4 horas – no máximo – sem se alimentar.
7- Evite comer enquanto está a ler, a ver televisão ou a trabalhar.
8- Repouse os talheres sobre o prato da refeição entre uma garfada e outra. E mastigue muito bem os alimentos até transformá-los em papa. Uma mastigação adequada é um passo importante na manutenção do peso corporal.( Além de facilitar o trabalho do intestino)
9- Evite comer sozinho e em lugares muito barulhentos.
10- Não coma “qualquer coisa” e em qualquer horário só porque outras pessoas estão a comer ou porque lhe ofereceram comida.
11- Reflita, identifique e escreva numa folha quais são os fatores que o fazem comer em excesso e petiscar entre as refeições.
12- Procure pesar-se, pelo menos, uma vez por semana e anote ou memorize o resultado. Se possível, elabore no computador um gráficográfico do peso.( parece exagero né, mas se quiser perder peso de forma saudavel veja a evolução sem pressão)
13- Marque uma consulta com um nutricionista, para que este profissional prescreva um plano alimentar estruturado e individualizado, e siga-o corretamente para melhorar o seu padrão alimentar, seja para uma redução, uma manutenção ou um aumento do peso.
14- Só vá às compras depois de ter comido.
15- Antes de ir ao supermercado, elabore uma lista de compras do que precisa para a semana e não compre nada mais.
16- Nos supermercados, não fique a passear nos corredores dos doces, das bolachas e dos aperitivos.
17- Crie o hábito  de ler e conhecer os rótulos dos alimentos. Verifique as calorias por porção e as quantidades de nutrientes que o produto tem. Evite comprar alimentos muito calóricos e que tenham muita gordura saturada e colesterol.

Aqui encontram-se algumas dicas pra quem deseja ter um corpo saudavel e quer perder um quilinhos…
1- Preste mais atenção ao ato de comer. Demore pelo menos e no mínimo 15 minutos para fazer as grandes refeições, como o pequeno-almoço, o almoço e o jantar, mastigando e saboreando calmamente os alimentos.2- Coma sempre à mesa e não na frente do pc ou tv, mesmo  que seja um simples lanche. Evite estar a petiscar enquanto prepara as refeições ou os lanches.3- De acordo com a sua disponibilidade, estabeleça horários para fazer as refeições, não salte nenhuma delas e muito menos coma nos intervalos das mesmas.4- Faça no mínimo 6 refeições por dia (pequeno-almoço, meio da manhã, almoço, lanche, jantar e ceia), mas sem exagerar nas quantidades a consumir. Os meios da manhã e os lanches da tarde devem ser pequenas refeições, por isso, podem ser constituídos por um copo de leite ou um iogurte desnatado ou uma fruta fresca acompanhados por uma fatia de pão com pouca manteiga, ou algumas tostas, ou bolachas de água e sal, integrais ou Maria.5- Não saia de casa sem tomar um bom pequeno-almoço.6- Não fique mais que 4 horas – no máximo – sem se alimentar.7- Evite comer enquanto está a ler, a ver televisão ou a trabalhar.8- Repouse os talheres sobre o prato da refeição entre uma garfada e outra. E mastigue muito bem os alimentos até transformá-los em papa. Uma mastigação adequada é um passo importante na manutenção do peso corporal.( Além de facilitar o trabalho do intestino)9- Evite comer sozinho e em lugares muito barulhentos.10- Não coma “qualquer coisa” e em qualquer horário só porque outras pessoas estão a comer ou porque lhe ofereceram comida.11- Reflita, identifique e escreva numa folha quais são os fatores que o fazem comer em excesso e petiscar entre as refeições.12- Procure pesar-se, pelo menos, uma vez por semana e anote ou memorize o resultado. Se possível, elabore no computador um gráficográfico do peso.( parece exagero né, mas se quiser perder peso de forma saudavel veja a evolução sem pressão)13- Marque uma consulta com um nutricionista, para que este profissional prescreva um plano alimentar estruturado e individualizado, e siga-o corretamente para melhorar o seu padrão alimentar, seja para uma redução, uma manutenção ou um aumento do peso.14- Só vá às compras depois de ter comido.15- Antes de ir ao supermercado, elabore uma lista de compras do que precisa para a semana e não compre nada mais.16- Nos supermercados, não fique a passear nos corredores dos doces, das bolachas e dos aperitivos.17- Crie o hábito  de ler e conhecer os rótulos dos alimentos. Verifique as calorias por porção e as quantidades de nutrientes que o produto tem. Evite comprar alimentos muito calóricos e que tenham muita gordura saturada e colesterol.

Mensagem tenha uma bom dia

A verdadeira Presença
Que jamais, em tempo algum, o teu coração acalente o ódio.
Que o canto da maturidade jamais asfixie a tua criança interior.
Que o teu sorriso seja sempre verdadeiro.
Que as pedras do teu caminho sejam sempre encaradas como lições de vida.
Que a música seja tua companheira de momentos secretos contigo mesmo.
Que em teus momentos de solidão e cansaço esteja sempre presente em teu coração a lembrança de que tudo passa e se transforma, quando a alma é grande e generosa.
Que o teu coração voe contente nas asas da espiritualidade consciente, para que tu percebas a ternura invisível tocando o coração que é centro da nossa alma.
Que o teu coração sinta a PRESENÇA secreta do inexplicável!
Que você sinta o quanto Deus te ama.
Categorias:Uncategorized

Deus gosta de Loucos

DEUS GOSTA DE LOUCOS…
Sabia que Deus gosta de “loucos”?   Não?…
Então veja se não tenho razão:
Alguma pessoa normal chegaria na frente do mar e diria: abre-te!?
Alguma pessoa normal bateria com um cajado em uma pedra para tirar água?
Alguma pessoa normal diria para um morto há três dias: Levanta-te e anda!?
Alguma pessoa normal mandaria ao mar e o vento ficarem quietos?
Alguma pessoa normal ficaria quietinha sentada dentro de uma jaula com leões famintos?
Alguma pessoa normal ficaria rodando em volta de uma cidade sete dias cantando até as muralhas da cidade caírem?
Vocês sabem o que moveu estas pessoas a fazerem isso?
Uma coisinha chamada: FÉ.
Quando a gente tem fé vemos o impossível acontecer e nem nos importamos com que os outros vão pensar, pois só Deus precisa ver.
Vamos crer que o impossível Deus faz em nossa vida, pois Ele é o Deus do tudo possível e dá um enorme apoio para as pessoas que se abandonam em sua mãos e fazem o que ele quer.
Falando nisso só tenho a dizer para muitos Jesus foi considerado louco, por morrer numa cruz para nós salvar. Ele tudo tinha feito de bom, ajudado  a tanto, e muitos destes que foram curados gritaram e gritam até hoje: crucifica-o.
Respeito quem não acredita em Deus, porém ninguém deu prova maior de amor por nós.
Uma boa semana Santa!!! Em breve a Pascoa, que significa a Ressureição, Ele não permaneceu na morte.

Em busca da leitura perdida

Como uma estudante de Letras, devo ir em busca das leituras perdidas uma delas é:

Dom Quixote,de Miguel de Cervantes
O pai de todos os romances.Dom Quixote lia demais as histórias heróicas de cavaleiros que enfrentavam tudo e todos em nome de uma paixão transcendental e decidiu se tornar um deles.Apanha no livro inteiro.Sempre acompanhado de seu leal e quase sádico Sancho Pança,enfrenta moinhos imaginários em uma Europa que já não existe. Publicado em duas partes,em 1605 e 1615,o livro estabelece  um padrão de narrativa distanciada,e irônica,que todos os grandes romances seguiriam depois.Entretanto corrompido do seu  sentido original, é lido como uma história de triunfo ou Não.
Muito legal!!! É o segundo livro mais lido do mundo por alunos de literatura, Vale a pena ler mesmo.